Ciclo de cinema: Filmes Razão e sensibilidade e Amistad

O Museu da Comunicação promove o ciclo Cinema e História Contemporânea I com filmes ambientados no período, seguidos de comentários de historiadores e outros profissionais da área. O filme dessa quarta-feira, dia 12 de dezembro às 18h30min, é Razão e Sensibilidade de Ang Lee. Já o filme de sábado, dia 15 de dezembro às 15h, é Amistad de Steven Spielberg. A atividade é realizada em conjunto com o Centro Universitário La Salle - UNILASALLE. As inscrições são feitas para cada filme através do e-mail hipolito-cinema@sedac.rs.gov.br onde deve ser informado o seu nome completo, telefone para contato e um e-mail pessoal ou você pode enviar uma lista com os filmes que deseja assistir. A entrada é franca.

Razão e Sensibilidade (Inglaterra, 1995, 135min), de Ang Lee vai ser comentado pela professora e mestre da UFRGS, Rita de Cássia Boeira. Baseado na clássica história de Jane Austen, publicada em 1811, Razão e Sensibilidade conta a história das irmãs Dashwood: a sensível Elinor (Emma Thompson) e a apaixonada Marianne (Kate Winslet), cujas chances de casamento parecem perdidas após a repentina perda de riqueza da família. Alan Rickman, Hugh Grant e Greg Wise co-estrelam como os bem-intencionados pretendentes que se vêem aprisionados pelas armadilhas das estritas normas da sociedade e as conflitantes leis do desejo. Ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado, além de ser indicado em outras seis categorias: Melhor Filme, Melhor Atriz (Emma Thompson), Melhor Atriz Coadjuvante (Kate Winslet), Melhor Fotografia, Melhor Figurino e Melhor Trilha Sonora – Drama.

Amistad (EUA, 1997, 148min), de Steven Spielberg vai ser comentado pelo professor Douglas Angeli. Baseado em um evento real, este filme relata a incrível história de um grupo de escravos africanos que se rebela e se apodera do controle do navio que os transporta e tenta retornar à sua terra de origem. Quando o navio, La Amistad, é aprisionado, esses escravos são levados para os Estados Unidos, onde são acusados de assassinato e são jogados em uma prisão à espera do seu destino. Uma empolgante batalha se inicia, o que capta o interesse de toda a nação e confronta os alicerces do sistema judiciário norte-americano. Entretanto, para os homens e mulheres sendo julgados, trata-se simplesmente de uma luta pelos direitos básicos de toda a humanidade, a liberdade.  Tendo sido aclamado por seu alto nível de realização e vigor, Amistad recebeu quatro indicações para o Oscar: Melhor Ator Coadjuvante (Anthony Hopkins), Melhor Música, Melhor Indumentária e Melhor Cinematografia.

Para maiores informações sobre o Ciclo de Cinema de História Contemporânea I, acesse o link:

http://www.museudacomunicacao.rs.gov.br/site/ciclo-de-cinema-sobre-a-historia-contemporanea/