Curso de cinema sobre Martin Scorsese

O Museu da Comunicação em parceria com a Cena Um Produtora promove o curso Martin Scorsese: Cinema, Fé & Violência. As aulas serão ministradas pelo crítico de cinema Rodrigo Fonseca e ocorrem nos dias 05 e 06 de maio (sábado e domingo), das 9h30min às 12h30min aqui no Museu da Comunicação. Os alunos recebem apostila e certificado de participação. As inscrições estão abertas a todos os interessados e podem ser efetuadas em cinemacenaum.blogspot.com

O curso vai ter o seguinte conteúdo programático:
a) Bons companheiros andam de táxi: os gangsteres, os federais e os desvalidos na obra de Martin Scorsese; b) As tentações de um cineasta que crê: as visões da religião em “A Última Tentação de Cristo”, “Kundun“ e “Vivendo no Limite”; c) Marty vérité: contracultura, música e história da arte cinematográfica aos olhos do diretor do documentário “Shine a Light”. Durante as aulas serão exibidos trechos de filmes de Martin Scorsese.

O cineasta Martin Scorsese é apontado como um dos maiores realizadores do cinema norte-americano em atividade. Com uma carreira de mais de 50 anos, Scorsese construiu uma filmografia elogiada pelos críticos, respeitada pelos diretores e admirada pelo público. No meio cinematográfico ele pode ser chamado de “artista completo”, pois escreve, produz, dirige e ainda eventualmente também atua. Com uma carreira extensa e consistente, o cineasta foi responsável por alguns dos melhores filmes norte-americanos, desde os anos 70: Caminhos Perigosos, Taxi Driver, Touro Indomável, Os Bons Companheiros, Os Infiltrados. Com formação típica de um cinéfilo (que assume com orgulho), Scorsese em seus anos de formação foi um espectador atento e assíduo nas salas de cinema. Conheceu o cinema europeu e sua “política de autor” num período em que os grandes estúdios de Hollywood se curvavam à criatividade dos diretores independentes. Admirador de outros cineastas (coisa rara entre os diretores) Martin Scorsese aprecia com paixão o que de melhor o cinema clássico teve a oferecer. Hoje ocupa o posto de gênio inspirador e referência para muitas gerações de realizadores.

Rodrigo Fonseca é jornalista e produtor editorial. Trabalha como repórter e crítico de cinema do jornal O Globo. Também é professor da Escola Livre de Cinema de Nova Iguaçu desde sua fundação, em 2007. Fonseca escreveu os livros Meu compadre cinema - Sonhos, saudades e sucessos de Nelson Pereira dos SantosCinco mais cinco - Os melhores filmes brasileiros em bilheteria e crítica, em co-autoria com Carlos Diegues e Luiz Carlos Merten. É editor do blog Cinema Curto, sobre cinema e publicidade.

Outras informações através do e-mail cenaum@cenaum.net ou pelo telefone (51) 9101-9377.