Imprensa negra no Rio Grande do Sul: patrimônio Afro-Brasileiro

Jornal "A Revolta" celebra os 36 anos da abolição, em 1925

Jornal “A Revolta” celebra os 36 anos da abolição, em 1925

O Museu da Comunicação Hipólito José da Costa apresenta o resultado do projeto Imprensa negra no Rio Grande do Sul: caminhos para a preservação e a divulgação do patrimônio Afro-Brasileiro. O trabalho foi desenvolvido em parceria com a pesquisadora doutoranda Renata Andreoni.

O objetivo foi mapear e digitalizar os jornais da imprensa negra gaúcha, datados até a década de 1950. O desenvolvimento da pesquisa contou com o auxílio dos Sistemas Estaduais de Museus (SEM),  de Bibliotecas Públicas (SEBP), de Arquivos (Siarq-RS), do curso de Arquivologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), bem como das instituições parceiras que disponibilizaram seus acervos para a consecução desse fim. O projeto foi contemplado pelo Edital “Preservação e acesso aos bens do patrimônio Afro-Brasileiro”, promovido pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), em parceria com o Ministério da Cultura (Minc) e a Universidade Federal de Goiás (UFG).

Acessando o link que disponibilizamos abaixo, você terá acesso a todos os itens encontrados nas instituições de memória nos 497 municípios do Estado, e posteriormente digitalizados, descritos e catalogados pela equipe.

Acesse o material aqui